Robert Graves é acusado de plágio

Robert Graves (1895-1985), considerado um dos maiores poetas britânicos do século passado, foi acusado por um acadêmico de roubar idéias e versos de sua amante americana, Laura (Riding) Jackson. Segundo Mark Jacobs, pesquisador da Universidade de Nottingham Trent, no Reino Unido, que dedicou 20 anos ao estudo de 700 cartas de Jackson para Graves, ela teria percebido semelhanças entre coisas que havia escrito e alguns textos de Graves, e acusou o poeta de plágio. Em uma das cartas, Jackson dizia que Graves "roubou" suas idéias para utilizá-las em um estudo sobre a inspiração poética A Deusa Branca, de 1948. EFE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.