Repercussão

"A premiação realmente tem a importância de mostrar o vigor e a força do cinema brasileiro. Esse patrulhamento aos filmes, de que foi vítima Tropa de Elite, são pretensões subjetivas, porque você pode fazer uma leitura do filme por um lado ou pelo outro. O importante mesmo é que o filme tem recebido grande reconhecimento principalmente por parte do público.'''' LUIZ CARLOS BARRETO, PRODUTOR''''Dou meus parabéns ao filme, foi uma vitória supermerecida e é uma conquista muito importante, muito bacana mesmo." CAO HAMBURGER, DIRETOR DE ?O ANO EM QUE MEUS PAIS SAÍRAM DE FÉRIAS?, QUE BATEU ?TROPA DE ELITE? NA INDICAÇÃO FEITA PELO BRASIL AO OSCAR"Veja só que coisa inesperada! Nunca subestime os irmãos Weinstein (Harvey e Bob, produtores). Já se supunha que iam dar uma lição de marketing quando se envolveram com o filme. Eu gosto de Tropa de Elite, não tenho nada contra. Mas retrata uma particularidade muito brasileira, é um filme que não viaja tão fácil. Fico feliz, é um bom filme, é bom para nós, é bom para todo mundo. Mas eu acho uma surpresa, especialmente depois de todas as notícias que chegaram de lá sobre a exibição e a recepção da crítica."RUBENS EWALD FILHO, CRÍTICO"É o famoso TDB , tudo de bom. Acho maravilhoso, é uma coisa tão difícil o cinema brasileiro conquistar um espaço no mundo. Tem de comemorar muito. O filme tem o Padilha, um diretor que está começando, faz seu primeiro filme de ficção e consegue sacudir o Brasil. E, claro, agora deve começar a repercussão internacional. O pessoal de Berlim não é brincadeira. Na verdade, acho que já começou, não é nem mais conjectura, agora já é o fato."SERGIO REZENDE, CINEASTA"Com certeza, o José Padilha acertou na mosca, e este Urso de Ouro não será para ele só. Será para todos os cineastas brasileiros, pela repercussão mundial que dá à nossa produção, que é exatamente o que nos falta."ZÉ DO CAIXÃO, CINEASTA"Sensacional, um filme de pessoas jovens, o primeiro longa do diretor, que pegou uma realidade brasileira e fez uma ficção de uma forma incrível. Deram um prêmio de cinema, para um ator excelente. É momento de festejar. Também vai calar os coveiros do cinema nacional. Gostem ou não do filme, pelo menos que tenham um pouco mais de respeito. Eu fico muito feliz, são pessoas que conheço, por quem tenho muito carinho, sou fã do Wagner Moura e acho que esse prêmio é muito dele."MARCO RICCA,ATOR"Muitos achavam que era um filme significativo só para nós, que sua temática era muito local. Mas a violência e essa luta contra o tráfico têm muito mais apelo do que a gente pensa. E a vitória é sim uma resposta para as críticas que Padilha recebeu, tanto aqui no Brasil como lá em Berlim."NEUSA BARBOSA, CRÍTICA

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.