Renée Zellweger é a mulher que lutou pela carreira de escritora

Beatrix Potter era uma mulher que gostava de desenhar coelhos, patos, sapos e esquilos. Adorava também conversar com suas criações, consideradas seus melhores amigos. Foi a partir desse universo que ela se tornou autora de um clássico infantil de língua inglesa, The Life of Peter Rabbit. E foi sua história, curiosa por conta da extravagância, que inspirou o filme Miss Potter, cartaz do Telecine Light, às 22 horas.Ela vivia com os pais, em um imenso casarão inglês no fim do século 19, quando se tornou famosa. Ao contrário do que regia a conduta feminina da época, Beatrix não dividia seu tempo entre bordados e conhecer pretendentes - preferia romper a rígida conduta social da época e, apoiada pelo pai, investir na carreira de escritora.Miss Potter revela-se uma agradável surpresa graças à interpretação de Renée Zellweger e sua petulância juvenil no papel da escritora, que escreveu 23 obras infantis e criou personagens como Peter Rabbit, um de seus "melhores amigos". Com uma rara independência, Beatrix enfrentou ainda a morte do homem pelo qual se apaixonou e se tornou amiga da irmã dele, cujos ideais feministas tão bem combinavam com uma mulher emancipada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.