Philip Fong/AFP
Philip Fong/AFP

Raro autorretrato de Picasso será leiloado em Nova York

'O marinheiro', do pintor espanhol, é da época em que ele temia ser deportado pelos nazistas

AFP

30 Março 2018 | 15h48

Uma pintura de Picasso, considerada um raro autorretrato do pintor espanhol da época em que ele temia ser deportado pelos nazistas, será leiloada em Nova York pela casa Christie's, que estima que seu valor pode chegar a 70 milhões de dólares.

A tela em óleo, de 130 cm x 81 cm, intitulada O marinheiro, mostra um homem de olhar triste vestido com uma camisa listrada e sentado em uma cadeira. A obra ficará exposta em Hong Kong até 3 de abril e depois viajará para Nova York, onde será leiloada em 15 de maio.

"A imagem está imersa em um ambiente um pouco sombrio", descreveu Conor Jordan, vice-presidente de arte moderna e impressionista da casa de leilões Christie's. O personagem segura a cabeça com a mão direita, "um símbolo tradicional de melancolia", acrescentou.

++ Com quadro de Picasso, coleção dos Rockefeller pode se tornar a maior já vendida

O quadro foi pintado por Pablo Picasso em 1943, quando vivia em Paris sob ocupação alemã. O artista espanhol temia ser preso pela Gestapo e deportado para um campo de concentração.

Em 2015, a pintura de Picasso, A mulher de Argel (versão O) foi vendida por 179,4 milhões de dólares na Christie's de Nova York, tornado-se o quadro leiloado mais caro da história da arte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.