Quer trocar um pneu por uma panela velha?

Escambo ainda vale na tradicional e imperdível Feira de Caruaru

O Estadao de S.Paulo

22 de maio de 2008 | 00h00

Assim como outras similares no Nordeste, a Feira de Caruaru representa mais do que uma atividade comercial que sustenta o município e aquece a economia da região. É um retrato da população local, com suas tradições, hábitos e manifestações artísticas. Reconhecida oficialmente como patrimônio cultural imaterial brasileiro, o evento tem números impressionantes.A Feira de Caruaru, que movimenta até R$ 1 milhão por dia, ocupa 40 mil metros quadrados no Parque 18 de Maio com mais de 10 mil barracas. Num feriado prolongado pelo menos 100 mil pessoas visitam a região.Dependendo do dia da semana, a feira, com mais de 200 anos, se modifica em três segmentos: Artesanato (além de comidas exóticas e apresentações culturais), Sulanca (roupas) e Feira Livre. A última não foge do padrão. O curioso é que, junto dela, há a Feira do Troca-Troca, onde não se usa dinheiro e os objetos mais bizarros servem como moeda no escambo entre panelas velhas, pneus, passarinhos e produtos que recebem nomes estranhos, como alpercatas (sandálias de dedo), jante (roda de carro) e trancilim (corrente com pingente).Já a Feira Central de Campina Grande, uma das maiores do Nordeste, é conhecida nacionalmente pela diversidade. De alimentos a móveis, ferramentas e remédios milagrosos. Aliás, uma vertente bem desenvolvida nas feiras nordestinas - e Campina Grande é forte nessa área - é a dos raizeiros, vendedores de folhas, galhos e raízes que curam praticamente tudo. O turista é o principal alvo da Feirinha da Beira-Mar, no calçadão da Praia do Meireles, em Fortaleza. Em centenas de barracas, artesãos vendem quadros, roupas, bolsas, garrafas coloridas, redes, rendas. Pechinchar é tradição e haja paciência - vale lembrar que raizeiros costumam receitar catuaba contra o estresse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.