Quem é

Nascido em 1881 em Argentan, na França, Fernand Léger começou a trabalhar como desenhista gráfico, aperfeiçoando sua formação artística na Academie Julien e na Escola de Belas Artes de Paris. O primeiro impacto transformador de sua poética foi a descoberta da obra de Cézanne, na antológica exposição de 1907. Aproxima-se então do cubismo, mas não se trata de um envolvimento integral. Era amigo de Braque. Com Picasso mantinha uma relação mais de disputa do que de troca. A presença de formas tubulares e cônicas em suas representações faz com que se use o termo "tubismo" numa tentativa de particularizar sua maneira de decompor a forma. Aproxima-se do orfismo e do futurismo, mantendo uma forte e duradoura amizade com Robert Delaunay. Dedica-se por algum tempo à abstração, para posteriormente afirmar que "não é o seu negócio". Luta na 1.ª Guerra Mundial, absorvendo em sua obra uma série de elementos ligados às máquinas e armamentos. Além do trabalho de ateliê, envolve-se ao longo dos anos em vários projetos coletivos, balés, publicações e decorações de caráter arquitetônico. Quando estoura a 2.ª Guerra decide refugiar-se nos EUA, onde radicaliza as experimentações de uso da cor como elemento definidor do contraste.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.