Quando o romance vai parar no cinema

A Literatura Através do CinemaRobert StamUFMG512 págs., R$ 79 O autor, brasilianista e professor de cinema da New York University, aborda a questão das adaptações de obras literárias para o cinema. Os ensaios concentram-se em obras clássicas como Dom Quixote, Robinson Crusoé, Tom Jones e Madame Bovary. Algumas foram adaptadas por mais de um cineasta, como é o caso de Dom Quixote, que ganhou versão nas telas do russo Kozintsev e do norte-americano Orson Welles. Mesmo caso de Bovary, adaptada por Jean Renoir e Claude Chabrol e também, em leitura modificada, por Manoel de Oliveira em Vale Abrahão. Em termos de cinema brasileiro, Stam discute a versão de André Klotzel para o romance de Machado de Assis Memórias Póstumas de Brás Cubas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.