Quando a realidade se torna ''fatos com ajustes''

De saída, o autor adverte: "Qualquer semelhança com histórias reais, neste livro, é mera coincidência. As pessoas citadas não existem e nunca existiram. Eu também não existo." Surge, então, o problema: como podem não existir pessoas que são reconhecidamente famosas, como presidentes da República, atrizes, jogares de futebol, músicos e dramaturgos? Esses são os personagens dos contos de Inverdades, do escritor e músico mineiro André Sant?Anna. No livro, os protagonistas das histórias são flagrados em situações bem incomuns. Ao afirmar que eles não existem, Sant?Anna abala a noção de realidade, que se torna pura invenção, ou, noutras palavras, uma versão bem ajeitada dos fatos.

, O Estadao de S.Paulo

27 de junho de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.