Hussein Waaile/Reuters
Hussein Waaile/Reuters

Quadro ‘Washington Crossing the Delaware’ será leiloado em maio

Pintura, que esteve pendurada na Casa Branca por 44 anos, pode arrecadar até cerca de US$ 20 milhões

Redação, Reuters

22 de abril de 2022 | 20h00

O famoso quadro Washington Crossing the Delaware, que ficou pendurado na Casa Branca entre os anos 1970 e 2014, será leiloado em maio, com estimativa de arrecadar cerca de US$ 20 milhões.

A pintura a óleo de 1851 é uma das três versões pintadas por Emanuel Leutze do homem que seria o primeiro presidente dos EUA liderando tropas durante um momento-chave da revolução americana. Apenas duas sobrevivem.

A primeira versão foi destruída durante um ataque aéreo da Segunda Guerra Mundial na Alemanha, disse a especialista em arte norte-americana Paige Kestenman, da Christie’s de Nova York.

“A segunda é o trabalho monumental que é a peça central da Ala Americana do Metropolitan Museum of Art, e a terceira é este trabalho aqui”, afirmou Kestenman.

Imigrante

A versão no Met de Nova York mede 3,78 m x 6,48 m. A pintura que estará à venda em 12 de maio é menor - cerca de 0,9 m por 1,83 m. Ficou pendurada por décadas na Casa Branca, principalmente na sala de recepção da Ala Oeste. A obra retrata George Washington liderando soldados pelo rio Delaware para surpreender a infantaria escondida do outro lado na noite de Natal de 1776, disse Kestenman.

“Imigrante americano nascido na Alemanha, Leutze também era um abolicionista convicto e, em Washington Crossing the Delaware, ele incluiu deliberadamente uma variedade de figuras que compõem o caldeirão que formou a nação americana”, afirmou Kestenman.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.