Ilvy Njiokiktjien/ANP/AFP
Ilvy Njiokiktjien/ANP/AFP

Quadro de mestre da pintura do século 17 é roubado pela terceira vez do mesmo museu

A pintura de Frans Hals já havia sido roubada do mesmo museu em 1988 e 2011, e foi recuperada após três anos e seis meses, respectivamente

Redação, AFP

28 de agosto de 2020 | 09h51

A famosa pintura intitulada Dois Meninos de Riso com uma Caneca de Cerveja, do pintor holandês Frans Hals, foi roubada pela terceira vez de um museu na Holanda, informou a polícia nesta quinta-feira, 27.

A tela do mestre do século 17 foi roubada na quarta-feira, 26, do museu Hofje van Mevrouw van Aerden, em Leerdam. A pintura já havia sido roubada do mesmo museu em 1988 e 2011, e foi recuperada após três anos e seis meses, respectivamente.

A polícia holandesa disse em um comunicado que agentes se dirigiram ao museu localizado em Leerdam, cerca de 60 km ao sul de Amsterdã, depois que o alarme soou por volta das 3h30, mas não encontraram quem furtou a obra.

"Depois que o diretor do museu permitiu o acesso ao prédio, descobriu-se que a porta dos fundos foi forçada e uma tela havia sido roubada, chamada Dois Meninos de Riso com uma Caneca de Cerveja", afirmou a polícia.

Frans Hals foi contemporâneo de Rembrandt e Vermeer, também da Idade de Ouro, que coincidiu com o florescimento do comércio e do colonialismo. Essa fase da arte holandesa durou quase todo o século 17.

Hals é mais conhecido por obras como O Cavaleiro Risonho, que faz parte da coleção Wallace em Londres, e A Garota Cigana, que atualmente é mantida no museu do Louvre, em Paris.

O detetive de arte holandês Arthur Brand, intitulado como "Indiana Jones do mundo da arte" depois de rastrear e encontrar várias obras roubadas, tuitou que "a busca já começou" pela "importante e preciosa pintura de Frans Hals".

Brand acrescentou que a tela foi roubada coincidindo com o aniversário da morte de Hals, em 1666.

Em março, a pintura de Vincent van Gogh O Jardim Paroquial de Neunen na Primavera foi roubada de outro museu, fechado pela pandemia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.