EFE/Christie's
EFE/Christie's

Quadro de Basquiat é vendido por US$ 93,1 milhões

Obra 'In This Case' é a segunda mais cara já vendida do pintor americano

AFP, O Estado de S.Paulo

12 de maio de 2021 | 07h28

O quadro In This Case, de Jean-Michel Basquiat, foi vendido por US$ 93,1 milhões na terça-feira, 11 em um leilão organizado pela Christie's em Nova York, tornando-se a segunda obra mais cara já vendida do pintor americano.

Esta tela de 1,98 m x 1,87 m, pintada em 1983 e que mostra uma caveira em um fundo vermelho, foi arrebatada por US$ 81 milhões, um valor que chegou a US$ 93,1 milhões com o acréscimo de taxas e comissões. O preço final excede em muito a estimativa de US$ 50 milhões estabelecida pela Christie's.

Outra caveira, chamada de Untitled (Sem título), de inspiração semelhante, é a obra que detém o recorde de preço de um Basquiat (1960-1988), vendida por US$ 110,5 milhões em maio de 2017 na Sotheby's em Nova York.

In This Case aborda dois temas dominantes na obra de Basquiat, a anatomia e a representação de personagens afro-americanos.

Um sinal da mudança de status do artista - que hoje pertence ao panteão da pintura -, essa mesma obra foi vendida em novembro de 2002 por apenas US$ 999.500, pouco mais de um centésimo do preço pago nesta terça-feira, menos de vinte anos depois.

In This Case, de propriedade de um colecionador particular que permaneceu anônimo desde 2007, foi exibida publicamente pela última vez durante a exposição organizada na Fundação Louis Vuitton, em Paris, em 2018/19.

Com exceção de Basquiat, os pintores afro-americanos foram subestimados por colecionadores e sub-representados em museus por um longo tempo.

Nos últimos anos, o mercado iniciou um processo de reavaliação de muitos deles. Nesta terça-feira, a Christie's apresentou vários artistas negros por ocasião de sua grande venda de primavera.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.