Anthony Wallace / AFP
Anthony Wallace / AFP

Quadro de Basquiat é leiloado em Hong Kong por 41,8 milhões de dólares

Pintada em acrílico e spray sobre um painel de madeira, a pintura é considerada por especialistas como a obra emblemática do pintor americano

Agências, AFP

23 de março de 2021 | 16h28

HONG KONG, CHINA - O quadro Warrior de Jean-Michel Basquiat foi arrematado nesta terça-feira, 23, por 41,8 milhões de dólares, o preço mais alto para uma obra do Ocidente na Ásia, em leilão organizado pela Christie's em Hong Kong, em venda transmitida pela internet.

O preço final da obra, concebida em 1982, foi ligeiramente superior às estimativas, que estavam entre 31 milhões de dólares e 41 milhões de dólares.

Pintada em acrílico e spray sobre um painel de madeira, a pintura é considerada por especialistas como a obra emblemática do pintor americano.

Foi vendida depois de "um intenso cabo de guerra no leilão, com duração de dez minutos, entre Hong Kong e Nova York", disse a Christie's em um comunicado. 



A pintura é interpretada como uma obra semi-autobiográfica de Basquiat, que enfatizou nela as desigualdades sociais e a falta de representação dos negros no mundo da arte.

O quadro havia sido vendido em 2012 para um colecionador americano na Sotheby's de Londres por 8,7 milhões de dólares, mas seu preço disparou com a crescente demanda por obras de mestres ocidentais na Ásia.

"Warrior de Jean-Michel Basquiat é um retrato imponente e autoritário, que demonstra amplamente porque este artista é considerado um dos pintores mais importantes" do último meio século, segundo a casa de leilões. 

A popularidade de Basquiat explodiu nos últimos anos, alimentando preços exorbitantes de suas obras em leilões.

Um de seus desenhos, Untitled, foi vendido no ano passado por 15,2 milhões de dólares na Sotheby's de Nova York.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.