Sotheby's
Sotheby's

Quadro de Banksy que mostra invasão militar é arrematado em leilão inglês

Sotheby's afirmou que imagem 'anti-bílica' da obra impulsionou venda; obras eram do acervo do cantor Robbie Williams

AFP, O Estado de S.Paulo

02 de março de 2022 | 17h00

Duas obras do artista urbano inglês Banksy, pertencentes ao cantor pop britânico Robbie Williams, foram arrematadas por milhões de dólares cada uma em um leilão na casa Sotheby's, celebrado nesta quarta-feira (2), em Londres. Vandalised Oil (Choppers), óleo que mostra helicópteros militares invadindo uma aprazível paisagem campestre, foi arrematado por quase 4,4 milhões de libras (5,8 milhões de dólares).  

O preço superou as estimativas, que variavam de 2,5 a 3,5 milhões de libras. Para a Sotheby's, o quadro ilustra a "mensagem antibélica" de Banksy, um artista de Bristol, no oeste da Inglaterra, cuja verdadeira identidade permanece um mistério.

Embora o quadro lembre o filme americano Apocalypse Now, sobre a guerra no Vietnã, a tela parece evocar a guerra do Iraque, explicou a casa de leilões, lembrando que Banksy esteve comprometido contra essa guerra e teria distribuído cartazes durante protestos contra o conflito em Londres em 2003.  No mesmo leilão, foi vendida uma versão de Menina com balão por 2,8 milhões de libras (3,7 milhões de dólares). Esta obra também foi propriedade de Robbie Williams, que a comprou diretamente do artista em 2006. Seu preço era estimado entre 2 e 3 milhões de libras.

A imagem de uma menina soltando um balão no formato de coração surgiu nas paredes de Londres a partir de 2002 e posteriormente foi reproduzida em várias versões pelo artista, inclusive em pinturas e gravuras. Uma destas versões, que se autodestruiu parcialmente em uma venda, alcançou quase 18,6 milhões de libras em outubro de 2021 em um leilão em Londres, um recorde para um quadro de Banksy.  Em março de 2021, outra de suas obras, Game Changer, um quadro em homenagem ao pessoal sanitário durante a pandemia do coronavírus, foi arrematado por 16,75 milhões de libras, que foram destinadas ao serviço de saúde britânico.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.