Quadro da série 'Nenúfares', de Monet, é vendido por US$ 54 mi

Obra é considerada um dos ícones do impressionismo

EFE, O Estado de S. Paulo

23 Junho 2014 | 18h47

LONDRES - Um quadro da série Nenúfares, de Claude Monet, foi vendido nesta segunda-feira em Londres por 31,72 milhões de libras (US$ 54 milhões) o segundo maior preço alcançado por uma obra do artista impressionista francês.

A obra, pintada em 1906, é considerada um dos ícones da cúpula do impressionismo. Foi a estrela do leilão de arte moderna e impressionista da Sotheby's, e superou as estimativas, além de ofuscar as expectativas de recorde levantadas para a venda de um Mondrian.

O recorde de um Monet (1840-1926) em leilão continuou com outro quadro da série Nenúfares, produzida entre 1905 e 1908 e composta por mais de 60 peças, que foi vendido em 2008 na casa londrina Christie's por 41 milhões de libras (US$ 69,7 milhões).

Mais conteúdo sobre:
Nenúfares artes Monet

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.