Piroschka van de Wouw/Reuters
Piroschka van de Wouw/Reuters

Quadro 'A Ronda Noturna', de Rembrandt, passa por restauração pública

Trabalho em obra do século XVII deve levar um ano e pode ser acompanhado por visitantes do museu Rijksmuseum, em Amsterdã

Redação, Reuters

08 de julho de 2019 | 13h07

A obra de Rembrandt A Ronda Noturna, do século 17, começará a ser restaurada nesta segunda-feira em Amsterdã, onde visitantes poderão assistir a cada passo do maior projeto já realizado pelo Rijksmuseum.

O trabalho de 3 milhões de euros deve levar cerca de um ano, disse o diretor do museu, Taco Dibbits. A duração não se deve apenas à fama da pintura, que data de 1642, mas também ao seu tamanho, já que a tela mede 3,63 metros por 4,37 metros e pesa 337 quilos.

A pintura ficará em seu lugar usual, no fim da Galeria de Honra do Rijksmuseum, e visitantes poderão vê-la por detrás de uma parede de vidro enquanto especialistas trabalham na restauração.

Pintada ao longo de diversos anos, A Ronda Noturna foi encomendada como um retrato de grupo de uma milícia da cidade de Amsterdã e rompeu barreiras ao mostrar os sujeitos em ação, em vez de um retrato estático.

Restauradores começarão o trabalho tirando centenas de fotos de alta resolução da obra a partir de todos ângulos e escaneando com lasers.

A pintura fora restaurada depois que um homem a atacou com uma faca em 1975.

Tudo o que sabemos sobre:
RijksmuseumpinturaRembrandt

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.