Prontuário

Cesare Pavese nasceu em Santo Stefano Belbo, nas Langhe (província de Cuneo), no dia 9 de setembro de 1908. Espírito inquieto, vivenciou a realidade de forma intensa, brutal. Acreditava profundamente em sua função social de escritor como intérprete do mundo. Depois de estudar Filologia Germânica, Pavese trabalhou como tradutor. Seu estilo e obra traduzem a influência que sobre ele exerceram os romancistas norte-americanos contemporâneos. Em 1935, na Itália de Benito Mussolini, foi condenado a três anos de prisão na Calábria por suas ideias antifascistas. No ano seguinte, publicou a primeira obra, Trabalho Cansa, na revista Solaria. Em 1942, editou uma nova versão, excluindo sete poemas.Só nos anos de 1940 conquistou o reconhecimento internacional, com romances que lhe valeram o Prêmio Strega de Literatura: A Praia (1942), O Camarada (1946), O Verão (1949) e A Lua e as Fogueiras (1950). Em 1950, aderiu ao Partido Comunista. No mesmo ano, morreu em Turim, a 27 de agosto de 1950, suicidando-se em um quarto de hotel. Deixou como legado os diários que escrevia desde 1935. Publicado postumamente, recebeu o título de Ofício de Viver.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.