Preste Atenção

Graças à cenografia de Tomie Ohtake, complementada pela iluminação do diretor Jorge Takla, o espetáculo Madame Butterfly vira pura - e bela - pintura diante dos olhos dos espectadores. Tomie sempre perseguiu o simples e, dessa maneira, o essencial. Foi nessa raiz que ela criou mais uma vez, ao se debruçar sobre Puccini. Seu cenário para a montagem atual é feito apenas por uma estrutura em madeira clara, remetendo à casa da protagonista, e por um fundo que é uma parede riscada por finos traços. Esses elementos ganham diversos sentidos ao longo da apresentação apenas pela incidência de uma incrível variação cromática de luzes e pelo uso delicado de formas a partir das sombras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.