Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Prêmios de Paulo Autran para todos os olhos

Sesc Pinheiros abre hoje galeria com os troféus recebidos por esse grande artista

Beth Néspoli, O Estadao de S.Paulo

02 de julho de 2009 | 00h00

Foi uma noite emocionante a do batismo do Teatro Paulo Autran no Sesc Pinheiros, sobretudo porque contou com a presença do homenageado. Em geral, as celebrações ao talento são póstumas. Nesse caso, o grande ator que dava nome à casa subiu ao palco e agradeceu, feliz. Era o ano de 2007 e alguns meses depois, em outubro, morria Paulo Autran, aos 85 anos, depois de ter vivido uma galeria sem igual de protagonistas de peças de grandes autores, dos clássicos aos contemporâneos.Hoje, dois anos depois, no saguão desse mesmo teatro será inaugurada uma galeria que abrigará, em exposição permanente, 30 prêmios de sua carreira. Há desde os primeiros prêmios como um Saci de 1952 por Antígone - estatueta criada por Victor Brecheret e premiação do jornal O Estado - como vários prêmios Molière, APCA, Apetesp e Shell até troféus por suas raras, mas brilhantes, participações em cinema, como um Candango de melhor ator por O País dos Tenentes. As estatuetas foram doadas pela atriz Karin Rodrigues, companheira dos últimos anos de vida, que estará presente à festa de inauguração hoje à noite. Karin doou todo o acervo do ator para instituições, entre elas o Instituto Moreira Salles. "No caso do prêmios, achei que o Sesc Pinheiros seria o lugar adequado, devido à homenagem anterior. Procurei o Danilo (Santos de Miranda, diretor regional do Sesc-SP) e ele imediatamente aprovou a ideia." A pesquisadora Maria Thereza Vargas fez o trabalho de identificação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.