Olga Maltseva/AFP
Olga Maltseva/AFP

Polícia de 18 países recupera 3.500 objetos de arte roubados

Entre as obras, figuram uma lápide otomana e um ícone pós-bizantino que representa São Jorge

AFP, O Estado de S.Paulo

23 Janeiro 2017 | 16h18

A polícia de 18 países recuperou mais de 3.500 objetos de arte roubados e de "grande importância cultural" em uma operação conjunta realizada no final do ano passado, informou nesta segunda-feira, 23, a agência policial europeia Europol.

Entre os objetos, figuram uma lápide otomana e um ícone pós-bizantino que representa São Jorge, encontrados na Grécia, e 400 moedas de diferentes períodos, informou a Europol.

Representantes da agência indicaram à AFP que é difícil calcular o valor destas 3.561 obras ou peças encontradas durante a Operação Pandora, realizada entre outubro e novembro, porque devem ser avaliadas por especialistas.

"Vários dos objetos encontrados têm grande importância cultural e arqueológica", indicou a Europol, com sede em Haia.

Um total de 75 pessoas foram presas em diferentes países nesta operação contra o tráfico de bens culturais.

Cerca de 500 desses objetos apareceram em Murcia (sudeste da Espanha), incluindo 19 moedas que foram roubadas do Museu Arqueológico da cidade em 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.