Pixinguinha ressurge em imagens raras

Dois curtas recentes mostram o grande músico a partir de material restaurado

Luiz Zanin Oricchio, O Estadao de S.Paulo

22 de maio de 2009 | 00h00

A música tem sido tema também de muitos curtas-metragens. Apenas Pixinguinha, para muitos o nosso maior compositor, foi objeto de dois curtas recentes. Em Pixinguinha e a Velha Guarda do Samba, de Ricardo Dias e Thomas Farkas, resgata-se a apresentação do músico nas comemorações do 4º Centenário de São Paulo. Essa antiga filmagem, feita, claro, em 1954, foi descoberta pelo fotógrafo Farkas num baú de guardados. Restaurada, tornou-se o centro desse filme que se soma ao acervo das poucas imagens em movimento disponíveis do artista.Nós Somos Um Poema, de Sergio Sbragia e Beth Formaggini, recupera a parceria entre Pixinguinha e Vinicius de Morais quando os dois se uniram para compor a trilha sonora do filme Sol Sobre a Lama, de Alex Viany (1963). Tem-se aqui, também, rara imagem em movimento de Vinicius com Pixinguinha, provavelmente a única existente. O filme conta histórias que poucos conhecem, como a reunião de quatro cantoras iniciantes para a gravação da trilha sonora original, embrião do que seria o Quarteto em Cy, que faria história na época da bossa nova. Durante as filmagens, Vinicius conheceu uma das atrizes do filme, Gessy Gessi, que viria a ser sua mulher. Faz parte da trilha uma valsa, belíssima, e em francês, Seule. Gravada, na época, por uma namorada francesa de Baden Powell. No filme, ouve-se a trilha, recriada em versão contemporânea, com intérpretes como Céu, Elza Soares e Jards Macalé.Outro filme recente resgata as velhas "tias" do samba, as mulheres da Velha Guarda da Portela. Em Batuque na Cozinha, Anna Azevedo lembra que essas mulheres são continuadoras da grande tradição do samba, que remonta à mítica Tia Ciata. Foi no fundo desses quintais que o samba nasceu e tomou forma. O filme é um retorno às raízes, para lembrar que é da força delas que a música se alimenta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.