Reprodução/Museu Van Gogh
Reprodução/Museu Van Gogh

Pinturas de Van Gogh roubadas há 14 anos são recuperadas na Itália

Duas obras foram encontradas durante uma ação policial contra o grupo criminoso Camorra, em Nápoles

O Estado de S.Paulo

30 de setembro de 2016 | 06h28

O Museu Van Gogh, de Amsterdã, anunciou nesta sexta-feira, 30, que a polícia anti-máfia de Nápoles recuperou duas pinturas de Vincent Van Gogh roubadas em 2002. As obras são "Vista da Praia de Scheveningen com Tempestade" ("Seascape at Scheveningen"), de 1882, e "Igreja Protestante de Neunen" ("Congregation leaving the Reformed Church in Nuenen"), de 1884. Elas foram recuperadas em uma ação contra o grupo de crime organizado Camorra.

A instituição holandesa afirmou, em seu website oficial, que as obras estão "relativamente em boa condição".  Na época do roubo, em 2002, um porta-voz do museu afirmou que os ladrões haviam entrado no museu pelo teto. As peças são consideradas de pequeno porte, com 34 por 51 centímetros ("Vista...") e  41 por 32 centímetros ("Igreja..."). Elas integram o chamado período "holandês" da trajetória artística de Van Gogh./AP 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Van GoghItáliaVan Gogh

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.