Person

Sem TomVinicius de Moraes (1913-1980) era generoso e desapegado, mas seu altruísmo não chegou à posteridade. No final do mês, uma organização não-governamental de Curitiba, a Ciranda, pediu oficialmente permissão à Universal Music Publishing Group, responsável pelos direitos da obra do poetinha, para usar a canção A Casa, de Vinicius, numa campanha pública. A campanha visava conscientizar a população quanto ao abandono dos meninos de rua de Curitiba. "Não será desta vez que poderemos autorizar a obra A Casa para anúncios de qualquer natureza", foi a mensagem seca transmitida pela Universal (A Casa foi lançada no disco A Arca de Noé, da Universal Music, em 1980). Os anúncios e a campanha já estavam todos prontos, o que deixou desanimado o pessoal em Curitiba. "A campanha não visa fins lucrativos, muito menos a arrecadação de algum tipo de recurso", explicava Lilian Romão, da organização Ciranda - Central de Notícias dos Direitos da Infância e Adolescência.DesafioO prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, caprichou no orçamento de 2008 para a área social. De um total de R$ 5 bilhões, ele está destinando a esse setor quase metade, R$ 2,3 bilhões. É a soma do dinheiro destinado à Secretaria de Políticas Sociais mais o que vai para saúde, educação, assistência, esportes, habitação etc. Ele proclama, orgulhoso, um desafio: quer conhecer alguém, na capital mineira, que nos últimos dois anos não tenha utilizado algum tipo de programa social da Prefeitura.GrupoAs editoras Forense, Guanabara Koogan, LTC, Santos, Método e LAB se uniram e formaram o Grupo Editorial Nacional, agora com mais de 2.500 títulos no catálogo.ImbróglioMandado em regime de urgência para a Assembléia, o projeto que cria a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado (Arsesp) já recebeu, em dois meses,189 emendas e um substitutivo, apresentado pela bancada do PT. Ele é importante para o governo de São Paulo, que tem altos recursos a investir no setor e quer definir logo o modus operandi, para não ter de se adaptar depois.O imbróglio nessa área é pesado. Hoje, saneamento é assunto dos municípios e gás canalizado, da União. O Supremo Tribunal Federal vai bater o martelo, em breve, sobre esses limites. Por trás de tudo, o direito que o Estado quer ter de fiscalizar prestadores de serviço e definir tarifas. Na Assembléia, o PT diz não entender porque o projeto misturou energia com saneamento em uma só agência e alega que ele está invadindo a competência do município, já definida no tempo de Marta Suplicy. CotaGlória Menezes está na reta final para estrear a peça Ensina-me a Viver, no dia 27, na reabertura do Teatro Faap - agora com cem lugares a mais graças à construção de um balcão. Ela vai viver a mulher de 80 anos que esbanja alegria em viver. Satisfeito em dividir o palco com Glória, o ator Arlindo Lopes enfrenta, porém, um pequeno dissabor: como produtor, tem ainda de negociar a última cota de patrocínio, que continua em aberto.Contra o abortoUma campanha contra a legalização do aborto começa hoje, na Câmara, onde várias frentes parlamentares e autoridades católicas e evangélicas debaterão "A Vida do Nascituro". O pai da idéia é o deputado Dr. Talmir, do PV paulista, e a meta é conseguir 5 milhões de assinaturas em um abaixo-assinado contra a lei. Paulista VivaO Clube Homs recebeu uma platéia de primeira, no dia 1º, para o jantar em que o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, foi brindado com o Prêmio Personalidade Paulista Viva de Cidadania 2007. Quem lhe entregou o troféu foi o vice-presidente da Itaú Seguros, Olavo Egydio Setúbal Jr. O presidente da ONG Associação Paulista Viva, dr. Nelson Baeta Neves, fez o elogio. Entre os que aplaudiram: Raul Cutait, Alcides Lopes Tápias, Romeu Chap Chap, Luís Gonzaga Bertelli, Milú Vilella, Valentina Caran, Rodrigo Garcia, Caio Luiz de Carvalho. Skaf prometeu que a luta da Fiesp contra a CPMF continua.{HEADLINE}MiúdasJuca Chaves comemora 50 anos de carreira com o espetáculo O Rei está Nu, no teatro que leva seu nome, na Rua João Cachoeira, 899, pontualmente às 19 horas.O filósofo francês Jean Marie Muller faz palestra e lança hoje o livro O Princípio da Não-Violência - Uma Trajetória Filosófica, às 19h30, no Teatro do Centro da Cultura Judaica.Luiz Ruffato conversa hoje, às 19h30, sobre seu livro Eles Eram Muitos Cavalos, no Sesc Consolação.A Galeria Leme abre hoje, a partir das 19 horas, a exposição coletiva Don?t Box Me In.O impasse foi resolvido: o Clube Glória, ambientado em uma igreja tombada, teve autorização para construir o elevador para deficientes. Depois de três meses fechado, André Hidalgo reabre o clube com a noite Jazzy, de hip hop. Elisabeth Abduch e Brunete Fraccaroli fazem almoço para lançar a coleção de objetos de Sheffield Plate e Linha Diamond Guard, no restaurante Leopoldina, na Daslu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.