Pernambucana vê, forçada, todos os shows

Perambulando pelas dependências do hotel Grand Hyatt, onde Madonna está hospedada, a pernambucana Karina Gomes era uma voz contrária à euforia que cerca a vinda da estrela ao Brasil. "Graças a Deus que essa turnê acaba no domingo. Não agüento mais", desabafou. "Nem sou fã de Madonna", disse Karina que, mesmo assim, vestia uma camiseta com o título do álbum mais recente da cantora, Hard Candy.Casada com o inglês Glenn Power, chefe de iluminação de Sticky & Sweet, ela já viu os shows de Lisboa (onde mora com ele), Paris e Rio. Ia ver o de São Paulo ontem. Os dois se conheceram numa festa em Salvador, onde ela era recepcionista de um evento a que ele compareceu. Power também foi chefe de iluminação da Confessions Tour, de Madonna, e trabalhou para dezenas de outros astros, incluindo Michael Jackson.Como sua função exige muitas viagens, Karina o acompanha e assiste aos shows várias vezes. "Quando ele parar de ficar atrás dessas loucuras de turnê, quero ter uma criança", confessou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.