Peripécias que ajudam a viver com simplicidade

A história de Anne Shirley, uma menina sardenta de 11 anos, de cabelos ruivos e com uma inteligência afiada, completou um século em 2008. Com tradução de Maria do Carmo Zanini e Renée Eve Levié, Anne de Green Gables, da canadense Lucy Maud Montgomery (1874-1942), conta como é possível aproveitar a vida de modo simples e divertido ao relatar as peripécias de Anne. Sonhadora, a protagonista vai conquistando aos poucos, e às vezes de modo desastrado, os outros personagens que lhe são reticentes. Depois do sucesso deste romance, inspirado na notícia de que um casal, ao fazer a adoção de um menino, recebeu uma menina no seu lugar, Lucy publicou várias histórias com Anne Shirley.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.