Perfume traz odores que levam ao crime de jovens virgens

Grande sucesso literário dos anos 1980, o romance O Perfume, de Patrick Süskind, conquistou um batalhão de leitores pelo mundo, inclusive no Brasil. Estranhamente, sua versão cinematográfica demorou para ser realizada, o que ocorreu apenas em 2006, dirigida pelo alemão Tom Tykwer e que será destaque do Telecine Premium, às 22 horas.A história se passa na França do século 18 e acompanha a trajetória de Jean Baptiste Grenouille, ao mesmo tempo gênio e assassino, dono de um raro faro, que o torna obcecado por odores. Ele se torna aprendiz de um eminente perfumista, que lhe ensina a antiga arte de extrair perfumes de óleos e ervas preciosas. Até o dia em que ele sente um cheiro que o levará a uma aterrorizante busca pelo perfume mais poderoso do mundo, feito da essência de jovens virgens.Embora obviamente não consiga exalar nenhum cheiro, o filme de Tykwer é repleto de imagens que estimulam o espectador a recriar diversos odores. É tanto o caso da imundície que inunda as ruas de Paris como os delicados perfumes criados pelo mestre exemplarmente interpretado por Dustin Hoffman, ator que diverte por conta de seus inúmeros recursos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.