Stephane de Sakutin/AFP
Stephane de Sakutin/AFP

Perdido por 200 anos, quadro de Fragonard é vendido por R$ 45 milhões

Tela oval 'Filósofo Lendo' foi leiloada a um colecionador particular por 7,68 milhões de euros neste sábado, 26; obra foi redescoberta recentemente durante um inventário de herança

AFP, Agências

26 de junho de 2021 | 14h12

Um quadro do pintor francês Jean-Honoré ​Fragonard (1732-1806), Filósofo lendo, que ficou desaparecido durante 200 anos, foi vendido neste sábado, 26, por 7,68 milhões de euros (cerca de R$ 45,23 milhões) na cidade de Epernay, informou a casa de leilões.

A tela oval, de 45,8 cm x 57 cm e pintada entre 1768 e 1770, abriu com um preço inicial de 1,2 milhões de euros na casa “Leilões de Champanhe” e fechou no valor de 6,3 milhões, preço que subiu para 7,68 milhões com a comissão de compra (22%). O comprador foi um colecionador particular.

A obra pertenceu por um tempo ao miniaturista Pierre Adolphe Hall, amigo de Fragonard. Em seguida, foi perdida por 200 anos, até que um especialista, Antoine Petit, a redescobriu durante um inventário de herança.

Um desenho de Henri Matisse, que passou anos em um armário sem que seu dono imaginasse seu valor, também foi leiloado neste sábado, pela quantia de 263 mil dólares, em Manosque, sul da França, anunciou o hotel Ivoire.

A identidade do comprador deste desenho a carvão de 1938, assinado pelo artista, representando o "Retrato de Hélène Mercier, Princesa Galitzine, sentada", não foi divulgada. A obra foi avaliada em 358 mil dólares.

Tudo o que sabemos sobre:
pinturaJean Honore Fragonard

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.