Pensador francês fala sobre o livre espírito

O pensador francês Paul-Henri Thiry D?Holbach (1723 -1789) defende a liberdade do espírito. O primeiro passo é permitir a todo ser humano a seguir o culto que aprouver em paz e cultivar as opiniões que são as mais adequadas para ele. Mas esse comportamento de liberdade, lembra o autor, não pode ser exercido diante dos líderes religiosos, que se arrogam o direito de intimidar as pessoas em seus pensamentos, uma vez que o livre pensamento é causa de questionamento dos dogmas e da própria fé. Enfim, a religião tem mandamentos que não permitem a manifestação da diferença ou da diversidade. O pior: aqueles que discordam das regras podem ser apresentados como indivíduos execráveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.