Passeio inspirado em Alice no País das Maravilhas

Musical Beatles Num Céu de Diamantes traz elenco de 11 atores-cantores interpretando 47 canções

Ubiratan Brasil, O Estadao de S.Paulo

12 de março de 2009 | 00h00

O projeto inicial previa apenas um mês de temporada no Rio, mas o sucesso foi tão tremendo que se estendeu para 14 meses. "E seria maior se não viéssemos para São Paulo", comenta o diretor Charles Möeller, sobre o musical Beatles Num Céu de Diamantes, que estreia hoje para convidados e, a partir de amanhã, para o público, no Teatro das Artes, no shopping Eldorado.A explicação é simples: a imbatível sedução provocada pelas músicas do grupo, que atrai especialmente os mais jovens. "As canções estão ainda no imaginário das pessoas: bastam alguns acordes para que o reconhecimento seja imediato", completa Claudio Botelho, que divide o comando da produção com Möeller.São onze atores-cantores em cena, acompanhados por piano, violoncelo e percussão. Como os Beatles não criaram nada especificamente para o teatro, Botelho e Möeller foram encontrar teatralidade nas canções. "Nosso musical é uma visão particular de gente de teatro que, movida pela paixão, toma emprestadas as canções e as coloca em cena", resume Botelho.Não há uma história, mas o fio da meada é o clássico Alice no País das Maravilhas - a busca da menina por novos mundos representa também sua passagem para o mundo adulto. Assim, as canções dos Beatles foram encadeadas a fim de mostrar um rito semelhante. O espetáculo abre no ritmo do sonho, ao som de Lucy in the Sky with Diamonds, e, depois de passar pela fuga, pela descoberta, por encontros e pelo amadurecimento, chega à conclusão de se tratar de um sonho dentro de outro, o que permite a volta, com o elenco (Gottsha, Kacau Gomes, Marya Bravo, Tatih Köhler, Cristiano Gualda, Cristiano Penna, Fabrício Negri, Jonas Hammar, Jules Vandystadt, Raul Veiga e Rodrigo Cirne) arrasando em All You Need is Love. ServiçoBeatles Num Céu de Diamantes. Teatro das Artes. Shoping Eldorado. Av. Rebouças, 3970. tel. 3034-0075. 6.ª, 21h30; sábado, 19h e 21h30; domingo, 19h. De R$ 60 a R$ 80.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.