Parlez-vous bistrô?

MELHOR COZINHA DE BISTRÔ

, O Estadao de S.Paulo

02 de dezembro de 2008 | 00h00

Os bistrôs da cidade chegaram próximo aos parisienses, de onde saiu sua inspiração. Os clássicos Freddy e La Casserole representam a tradição, com seus filés, molhos béarnaise e coelhos à provençal, servidos num clima nostálgico. Mas os moderninhos não descuidam da qualidade, olhando para a criatividade e o design. O Anita atualizou o frango de televisão, o Ici continuou sua trajetória de pratos bem executados e o Allez, Allez! ganhou o prêmio com um navarin de cordeiro suculento, servido com molho espesso e de personalidade, escoltado por couscous com frutas secas, numa combinação acertadíssima. Os bistrôs paulistanos estão sintonizados com a tendência dos bistronomiques, comida de alto padrão com preço simpático, atendimento descontraído e clima jovial, e absolutamente sem frescuras. Onde comerAllez, Allez! - R. Wisard, 288, Vila Madalena, 3032-3325. Navarin de cordeiro: R$ 48Ici Bistrô - R. Pará, 36, Higienópolis, 3257-4064. Confit de pato: R$ 49La Casserole - Largo do Arouche, 346, Centro, 3331-6283. Lapin à la provençale: R$ 43Anita - R. Mato Grosso, 154, Higienópolis, 2628-3584. Frango de televisão: R$ 27Freddy - R. Pedroso Alvarenga, 1.170, Itaim-Bibi, 3167- 0977. Entrecôte Béarnaise: R$ 66OS VOTOS DOS COMILÕESANNA ANGOTTI & DEMIAN TAKAHASHConfit de patoSe você é daqueles que têm pena de bichos fofinhos à mesa, faça como a Anna: abra uma exceção. O confit do Ici é uma homenagem as qualidades do pato: carne suculenta e saborosa até o osso; pele supercrocante, sequinha; e a intensa gordura, que faz par com as frisées. Rendemos homenagem ao pato que morreu para nos salvar.BRAULIO PASMANIKNavarin de cordeiroO navarin do grande Luiz Emanuel é composto por pedaços suculentos de cordeiro, rabanetinhos, vagem, cenoura, ervilha torta e um saboroso e farto molho do braseado. Por generoso,leva meu voto.JACQUES TREFOISNavarin de cordeiroO navarin de cordeiro é ótimo, a carne macia, o molho bem concentrado e as verduras, cozidas no ponto certo. Prato de bistrô, que dá muito prazer.LUIZ AMÉRICO CAMARGO Navarin de cordeiroUma receita com alma de bistrô, ainda que com renovações, e muito fácil de se gostar. O cordeiro macio, envolvido por um molho que é espesso sem ser predominante, e o cuscuz com vegetais crocantes se complementam no prato.LUIZ HORTA Confit de patoConfit é assim: sem complicações, um bom pedaço de pato preservado na sua gordura e reanimado na hora de servir. Tem de ser macio e crocante, saboroso e cheio das gordurices lambuzantes da pele da ave. Tem de ser perfeito, e o do Ici estava. MIGUEL FAZANELLA Confit de patoA pele destaca-se com delicadeza, inteira mas pronta a se desfazer ao toque do garfo. A carne no ponto justo, úmida e nada gordurosa. Sabores na camada intermediária. Dente de alho adocicado sem perder o sabor e batatinhas crocantes e bem cremosas no interior. De raspar o osso e pedir uma lavanda. NEIDE RIGOLapin à la provençaleFiquei com o coelho por uma questão de equilíbrio. Além de a carne estar suculenta, bem temperada, havia dentes de alho dourados e um molho equilibrado puxando para o alecrim. Boa guarnição e o prato estava lindo. PATRICIA FERRAZ Navarin de cordeiroUm prato executado com rigor técnico e equilíbrio de sabores. Interessante a combinação do molho com o couscous de frutas secas. Bom contraste.ROBERTO SMERALDI Navarin de cordeiro Excepcional o cozimento lento dos cortes dianteiros de um cordeiro jovem, de carne macia. O toque da castanha no couscous pode ser questionado.ROSA MORAESConfit de patoGrande equilíbrio de ingredientes, sabor e técnica. Preparo impecável do confit e da batata: crocante por fora e macio por dentro. O frisé com vinagrete de ervas levemente ácido somou leveza ao prato. SILVIO GIANINNINavarin de cordeiroFã confesso de Bocuse, Luiz Emanuel faz referência ao ídolo com esta clássica receita de navarin d?agneau e legumes. O resultado é intenso, com o toque de potência ao molho. Dizem que os chefs reclamam do trabalho excessivo que dá obter a melhor parte da carne do pescoço e o peito do cordeiro. Azar do chef, sorte nossa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.