Parece, mas não é

ESPORTES DIFERENTESEstranho: raquetebol, corfebol, punhobol e ultimate. Comum: tem até no IbirapueraMesmo para quem se orgulha de seus conhecimentos esportivos, estas atividades podem parecer estranhas. São esportes pouco conhecidos no Brasil, mas todos contemplados na oitava edição dos Jogos Mundiais - competição entre países que acontece a cada quatro anos, desde 1981. E o mais animador: podem ser praticados aqui.Em 2009, os jogos estão marcados para julho. Serão 11 dias de competição na cidade de Kaohsiung, em Taiwan. Na programação, sumô, bilhar, bocha e os quatro esportes que apresentamos aqui: ultimate, corfebol, punhobol e raquetebol. Se você não ouviu falar de nenhum deles, não se considere ultrapassado: há poucos adeptos por aqui. E também não são tão diferentes de outros esportes que você já conhece. Para quem já está cansado de jogar ?pelada?, há gente que se lança à bola com punhos fechados ou corre atrás de um ?frisbee? em parques como o Ibirapuera. Punhobol Parente do vôlei, é jogado com os punhos fechados e na grama, o que dificulta a movimentação. A bola é mais pesada do que a do seu esporte-irmão (exigindo esforço maior dos braços) e a rede é um pouco mais baixa. Na hora de rebater, só um dos braços ou a mão fechada deve ser usado. Outra esquisitice é que a bola pode quicar antes de chegar ao jogador. Há treinos abertos e esporádicos no Ibirapuera.www.ifa-fistball.comdanielbalsa@guiademidia.com.brUltimateDisco não é coisa de jogar apenas para o cachorro. Pelo menos não no ultimate. Como no futebol americano, neste esporte também marca pontos quem recebe o disco na área do gol. Mas a modalidade é bem menos agressiva e tem uma característica que não é comum em muitos esportes: o jogo acontece sem árbitro. Gostou da brincadeira? Então vá ao Ibirapuera aos sábados e domingos, dia de ?frisbee? na Praça da Paz, a partir das 15h.www.wfdf.orgraoni13@uol.com.brCorfebolNo corfebol, a mistura de sexos faz parte da regra: são quatro homens e quatro mulheres por time. Mescla de handebol e basquete, a modalidade surgiu no início do século 21, na Holanda. Foi criada por um professor de educação física em busca de um esporte que não fizesse distinção de gênero e aceitasse adultos e crianças, baixinhos e gigantes, magrelos e gordinhos. Em quadra, é proibida a marcação com contato, considerada falta. Recém-chegado a São Paulo, o corfebol ainda está em busca de adeptos e pode ser praticado no Colégio Leopoldo Brentano, na Vila Ema, onde há treino aberto das 15h30 às 18h, todas as sextas. www.korfball.orgpedroso42pedroso@yahoo.com.brRaquetebolÁgil como o squash, o esporte exige muito do atleta, que tem de se mover com rapidez pela quadra para rebater a bolinha (e acaba gastando muitas calorias na correria). Mas, diferentemente do squash, permite que a bola bata no teto e nas paredes laterais - e tem quadra e área para rebote maiores. Em São Paulo, há uma quadra no Clube A Hebraica.www.internationalracquetball.comraquetebolbrasil@bol.com.br

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.