Para prosear sobre o dramaturgo Heiner Müller

Cia. São Jorge promove ciclo de palestras com especialistas como parte da preparação de espetáculo

Beth Néspoli, O Estadao de S.Paulo

06 de outubro de 2008 | 00h00

"É preciso aceitar a presença dos mortos como parceiros de diálogo ou como destruidores - somente o diálogo com os mortos engendra o futuro." A frase é de Heiner Müller (1929-1995), pinçada por Ingrid Koudela num de seus textos sobre o autor de Hamlet Máquina. Pois essa estudiosa, professora de Artes Cênicas na USP, organizadora do livro Heiner Muller,O Espanto no Teatro (Editora Perspectiva) abre hoje no Fábrica um ciclo de diálogos com esse dramaturgo alemão. Ironicamente, ele é o fantasma da vez. O título informal do ciclo de palestras, Roda de Prosa, expressa o desejo dos integrantes da Cia. São Jorge de Variedades de realizar uma aproximação real com essa obra de compreensão nem sempre fácil. "Müller é um autor enigmático e muitas vezes foi encenado de forma hermética. No entanto, em suas entrevistas, ele é profundamente esclarecedor", comenta a atriz Mariana Senne. Essa série de encontros é parte da preparação de um novo espetáculo da Cia. São Jorge, dirigido por Georgette Fadel, e inspirado na obra desse autor. "Estamos mergulhados em quatro de suas peças - Hamlet Máquina, A Missão, Quarteto e Medéia Material. A idéia que seja uma prosa mesmo sobre Müller, sem a formalidade da palestra."Na próxima segunda será a vez do diretor Sérgio Carvalho, da Cia. do Latão, falar sobre a criação do espetáculo Equívocos Colecionados, baseado em entrevistas desse alemão que em 1951 se estabeleceu na Berlim Oriental e trabalhou com Brecht. Ele é também o autor predileto do grupo gaúcho Oi Nóis, daí sua participação nessa prosa. Outra especialista, Iná Camargo, e o diretor teatral José Fernando fecham o ciclo em novembro. PROGRAMAÇÃO HOJEIngrid Koudela: Um Olhar Sobre as Entrevistas de Heiner Müller DIA 13Sérgio de Carvalho: O Processo de Criação do Texto Equívocos Colecionados. DIA 20Exibição do DVD Hamlet Máquina dirigido por Márcio Aurélio DIA 27 Grupo Oi Nóis Aqui Traveiz: O Processo de Criação de Hamlet Máquina e A Missão DIA 3Iná Camargo Costa e José Fernando de Azevedo: Brecht e Müller, o Que Ainda nos Concerne.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.