Pânico cai em cilada

Seleção se divertiu com Vesgo e Silvio

Keila Jimenez, O Estadao de S.Paulo

23 de novembro de 2007 | 00h00

O feitiço virou contra o feiticeiro. Na cola da seleção brasileira desde que os craques atracaram em São Paulo, Vesgo e Silvio (Ceará) do Pânico caíram em uma cilada armada pelos jogadores.A confusão ocorreu dentro do vestiário da seleção, quando Vesgo e Ceará, vestidos respectivamente de Ronaldinho Gaúcho e Galvão Bueno, tentavam invadir.Depois de muito driblar a segurança do estádio do Morumbi, a dupla conseguiu ir ao encontro dos jogadores que, avisados, os esperavam com copos de suco na mão. Além de um banho, a dupla levou ainda uma ''''gravata'''' de Robinho, tapas na cabeça, empurrões e teve a cueca puxada por Kaká.A cena, que já tem um trecho disponível no YouTube, vai ao ar no domingo no Pânico da TV!, em grande estilo.Junto dela imagens de entrevistas que Vesgo gravou no hotel Transamérica, onde esteve hospedado perseguindo os jogadores. Kaká e Ronaldinho foram algumas das vítimas da trupe.Vale lembrar que Monique Evans - colega de emissora do Pânico - também tentou falar com a seleção, mas acabou sendo convidada a se retirar da área VIP do hotel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.