Os sentidos por trás da guerra ao terrorismo

Em Terror and Consent - The Wars for The Twenty-First Century, o americano Philip Bobbitt apresenta análises de ordem histórica, legal e estratégica sobre a concepção da guerra ao terrorismo. Ele pergunta se há antecedentes desse tipo de conflito - e até se faz sentido falar em "guerra ao terror". De modo provocativo, declara os EUA como o líder da causa contra o terrorismo de conexões internacionais, embora admita que o país ignora o papel da lei na criação de estratégias, o que pode resultar em efeitos funestos. Professor do Center for National Security da Universidade Columbia, Bobbitt é autor de The Shield of Achilles, um clássico para futuras gerações, segundo o New York Review of Books.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.