Os heróis crepusculares de Peckinpah

Telecine Cult, 19h55. Warren Oates pega em armas como o pianista norte-americano que caça, na fronteira mexicana, o homem que seduziu a filha de um milionário. Logo na abertura, o pai ofendido berra a frase que dá título ao filme de Sam Peckinpah - Tragam-me a Cabeça de Alfredo García. Realizado em 1974, entre Pat Garret e Billy the Kid e Elite de Assassinos, um western e um filme de espionagem, Alfredo García mostra Warren Oates como um típico (anti)herói do grande diretor. Num mundo em transformação, ele se liga ou representa as forças que vão desaparecendo. O crepúsculo é que atraía Peckinpah. Seus filmes marcaram época no cinema dos anos 60 e 70, com a violência que criou novos padrões de comportamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.