Ópera de qualidade a preços bem acessíveis

Boa música, belas interpretações, preços acessíveis, edições nacionais, distribuição garantida. São todas grandes qualidades, raramente associadas à ópera. Não mais. Desde o fim de novembro, estão nas bancas os primeiros volumes da coleção Tesouros da Ópera (Altea), conjunto de 25 gravações acompanhadas de livros-fascículos bastante completos, com biografias, textos explicativos e libretos na língua original e na tradução para o português.O primeiro é a ópera La Traviata, de Giuseppe Verdi. Como a cortesã Violeta, ninguém menos que Maria Callas, em gravação realizada no início dos anos 50 com a Orquestra Sinfônica da RAI de Turim. A regência é de Gabriele Santini, o tenor é Francesco Albanese e o barítono, Ugo Savarese. Não é a melhor versão de Callas para o papel, mas ela, quem ouviu já sabe, dá conta, e muito bem, do recado.O segundo volume traz outra favorita do público: Carmen, de Bizet. O elenco é excepcional - Giulietta Simionato encarna o papel-título em oposição ao Don José do tenor Nicolai Gedda (a regência é do jovem Herbert Von Karajan, à frente da Sinfônica de Viena). O terceiro volume põe à disposição do público uma das lendárias gravações do repertório wagneriano - o Tristão e Isolda de Furtwängler, com Ludwig Suthaus, Kirsten Flagstad, Christa Ludwig e Dietrich Fischer-Dieskau. Cada volume custa R$ 34,90. Mais informações no site www.tesourosdaopera.com.br.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.