@banksy instagram
@banksy instagram

Obra de Banksy leiloada para ajudar o Serviço de Saúde britânico tem preço recorde

'Game Changer' era avaliado em 3 milhões de libras, mas o desenho foi vendido por mais de 16 milhões de libras

Redação, AFP

23 de março de 2021 | 12h30

Game Changer, obra de Banksy, o misterioso artista urbano inglês que não tem a identidade conhecida, obteve nesta terça-feira, 23, uma quantia recorde para uma obra que homenageia os profissionais da saúde em plena pandemia do coronavírus e que terá o valor doado em totalidade ao Serviço Nacional de Saúde (NHS) britânico.

O desenho, em preto e branco, foi vendido em um leilão em Londres por 16,758 milhões de libras (US$ 23,1 milhões).

A obra, que estava avaliada inicialmente entre 2,5 e 3,5 milhões de libras, foi vendida na Christie's por quase cinco vezes o preço, superando o recorde anterior de Banksy, de 9,9 milhões de libras por Devolved Parliament.

Game Changer mostra um menino que jogou os bonecos do Batman e Superman no lixo e brinca com uma boneca de enfermeira que usa máscara e capa. Banksy doou a obra ao Hospital Geral de Southampton, sul da Inglaterra, em maio de 2020, durante a primeira onda da pandemia de covid-19

O artista enigmático, que no início da carreira integrava o grupo de grafiteiros de Bristol, deixou um bilhete ao lado da pintura com um agradecimento aos funcionários do hospital por seu trabalho na luta contra o coronavírus.

"Obrigado por tudo o que estão fazendo. Espero que alegre um pouco o lugar, mesmo que seja apenas em preto e branco", escreveu. 

O dinheiro arrecadado será destinado a organizações beneficentes de saúde pública britânica e o Hospital Geral de Southampton ficará com uma reprodução da obra de arte. 

Em um comunicado, a Christie's afirma que a obra se desvia do estilo irreverente habitual de Banksy e representa "uma homenagem pessoal aos que continuam mudando o rumo da pandemia".

"Como obra de arte, no entanto, continuará sendo para sempre um símbolo de seu tempo: uma recordação dos que verdadeiramente mudam as regras do jogo no mundo e do trabalho vital que realizam", destacou.

Também pode ter um tom político porque a obra foi doada pouco depois da declaração do primeiro-ministro Boris Johnson de que os testes de anticorpos poderiam representar um "game changer" na pandemia. Os especialistas descartaram a possibilidade rapidamente.

Em um vídeo compartilhado pelo Southampton Hospitals Charity no início do mês, os funcionários agradecem a Banksy pela obra.

A enfermeira Steph Gurney disse que "significava muito que um artista de renome mundial desejasse doar uma obra ao nosso hospital".

Banksy, que mantém sua identidade em sigilo, continuou criando obras durante a pandemia. Em julho de 2020, disfarçado de limpador, ele pintou uma série de ratos incentivando as pessoas a usarem máscaras no metrô de Londres.

Em dezembro, ele desenhou uma obra que retrata uma mulher espirrando.

A epidemia de covid-19 provocou mais de 126 mil mortes no Reino Unido, o balanço mais grave da Europa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.