O último grande Coppola, à espera das novidades do autor

Há exatamente 15 anos, Francis Ford Coppola realizou seu último grande filme - Drácula de Bram Stocker, atração de hoje da TV paga, no canal AXN, às 22 horas. Depois disso, o grande diretor cometeu dois filmes médios, o que significa dizer abaixo da medida do seu talento - Jack e O Homem Que Fazia Chover -; ressuscitou Apocalypse Now, com o título de Apocalypse Now Redux e agora prepara seu retorno com Youth Without Youth, filmado no ano passado, e Tetro, com rodagem anunciada para 2009. O cinema contou muitas vezes a história do conde sugador de sangue, mas nunca com a suntuosidade cênica de Coppola, que se baseou no romance de Bram Stocker, recorrendo a um prólogo que mostra a origem do mito no guerreiro romeno Vlad, que passou à história como ''''o empalador''''. Na história, o Conde Drácula (Gary Oldman) ressurge em Londres para encontrar a reencarnação de sua amada em Winona Ryder. Anthony Hopkins faz o caçador de vampiros Van Helsing e o filme ainda tem a participação de Keanu Reeves. Para a suntuosidade plástica e dramática do cartaz da TV paga foram fundamentais a fotografia de Michael Baulhaus e a música de Wojciech Kilar.

Luiz Carlos Merten, O Estadao de S.Paulo

31 Outubro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.