O sotaque sumiu

Negócio da China Portugal: Atores lusitanos têm de regravar cenas

Keila Jimenez, O Estadao de S.Paulo

21 de novembro de 2008 | 00h00

Regravação de cenas, queda de audiência, saída do protagonista... As coisas não andam nada fáceis em Negócio da China. Que o diga a trupe de atores portugueses que integra o elenco da trama. Segundo jornais lusitanos, eles tiveram de regravar, recentemente, boa parte dos capítulos já prontos. Motivo: o sotaque em cena. Demais? Não, de menos.Os atores Maria Vieira (Aurora), Ricardo Pereira (João), Joaquim Monchique (Belarmino) e Carla Andrino (Carminda), que integram o núcleo português do folhetim, resolveram neutralizar um pouco o acento português e passaram a falar mais "abrasileirado". A idéia era tornar mais fácil, aos ouvidos brasileiros, a compreensão de seus diálogos. O problema é que Falabella não gostou da "licença poética". Segundo a imprensa lusitana, ele queria uma família portuguesa no folhetim que falasse como se tivesse acabado de chegar de Lisboa, e não que parecesse que mora no Brasil há anos.Falabella pediu então aos atores que regravassem alguns capítulos, carregando no sotaque, como se fosse uma novela portuguesa. As cenas regravadas devem ir ao ar na próxima semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.