Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
CHRISTIE'S AUCTION HOUSE / AFP
CHRISTIE'S AUCTION HOUSE / AFP

O que são NFTs, afinal? Um deles acaba de ser vendido por 69 milhões de dólares

Os 'tokens não fungíveis' e a tecnologia blockchain estão conquistando o mundo da arte convencional, alcançando preços altíssimos. Explicamos como isso funciona, ou pelo menos tentamos

Josie Thaddeus-Johns, The New York Times

12 de março de 2021 | 16h25

O artista Mike Winkelmann, também conhecido como Beeple, acaba de vender um NFT por 69,3 milhões de dólares, o terceiro maior preço alcançado por um artista vivo. A venda, na Christie's, da obra exclusivamente digital foi a indicação mais forte de que os NFTs, ou "tokens não fungíveis", tornaram-se populares no mercado de arte, saindo de sites especializados para casas de leilão importantes. Beeple, um recém-chegado ao mundo das artes que ouviu falar dos NFTs pela primeira vez há cinco meses, é o artista mais conhecido a lucrar com o enorme boom nas vendas dessas commodities muito elogiadas, mas mal compreendidas.



Se você já ouviu falar de NFTs e quer saber do que se trata, aqui estão algumas informações a respeito do tema.


 

O que é um 'token não fungível' ou NFT?

Um NFT é um ativo verificado usando a tecnologia blockchain, em que uma rede de computadores registra transações e dá aos compradores prova de autenticidade e propriedade. O boom atual é principalmente para ativos digitais, incluindo imagens, GIFs, músicas ou vídeos. Mais importante ainda, os NFTs tornam as obras de arte digitais únicas e, portanto, vendáveis.

Agora, artistas, músicos, influenciadores e franquias esportivas estão usando NFTs para monetizar bens digitais que antes eram baratos ou gratuitos. A tecnologia também responde à necessidade do mundo da arte de autenticação e proveniência em um mundo cada vez mais digital, vinculando permanentemente um arquivo digital ao seu criador.


 

Quem foi o vendedor? Foi o artista?

Winkelmann vendeu a obra de arte por meio da Christie's.

 

Quando isso se tornou possível?

A tecnologia para NFTs existe desde meados da década de 2010, mas começou a ganhar mais espaço no final de 2017 com o CryptoKitties, um site que permitia às pessoas comprar e “criar” gatos digitais de edição limitada com criptomoeda.

Agora, com o valor das criptomoedas atingindo níveis recordes, alguns dos mesmos investidores que especulam sobre elas estão comprando e negociando NFTs, muitas vezes por preços impressionantes. Beeple é o artista mais famoso a fazer uma venda gigantesca, mas agora existem muitos ilustradores, artistas de vídeo e artistas gráficos vendendo trabalhos a preços elevados.


 

Se eu comprar um NFT, passo a ser dono da obra de arte?

Mais ou menos. O comprador de um NFT não irá necessariamente adquirir os direitos autorais, ou mesmo o acesso exclusivo a uma obra. (Muitos permanecerão disponíveis para qualquer pessoa com uma conexão à internet.) Mas algumas pessoas estão dispostas a pagar, generosamente, para poder reivindicar a propriedade da "obra comprovadamente genuína".

Na verdade, o mundo da arte está familiarizado com esse tipo de venda. Para dar um exemplo, qualquer um poderia colar uma banana com fita adesiva na parede, mas não seria o Comediante de Maurizio Cattelan. Da mesma forma, alguém poderia facilmente fazer uma cópia digital de Everydays - The First 5000 Days de Beeple simplesmente baixando uma cópia por meio de seu navegador de internet, mas mesmo que o conteúdo fosse exatamente o mesmo, eles não seriam donos da arte sem a verificação do blockchain.


 

Quão grande é o mercado?

De acordo com o NFT Report 2020, publicado pela L'Atelier BNP Paribas e Nonfungible.com, o valor do mercado de NFT cresceu 299% em 2020, quando foi avaliado em mais de 250 milhões de dólares. Mas os primeiros meses de 2021 já registraram vendas surpreendentes, antes mesmo deste leilão.


 

Este foi o primeiro NFT vendido pela Christie’s?

Não. Foi o primeiro NFT vendido exclusivamente digital. O primeiro NFT que a casa de leilões vendeu foi, na verdade, um token que autentica uma pintura física, o Block 21 de Robert Alice da série Portraits of a Mind.


 

Mas... isso é arte?

O trabalho de Beeple foi comparado ao de KAWS ou Banksy, dois outros artistas que contornaram aqueles que controlam o mundo da arte estabelecendo preços de venda elevados. Mas, em última análise, os NFTs são uma tecnologia usada para autenticar uma obra de arte. Determinar se uma obra é arte ou não depende de quem a observa. A tecnologia também pode ser usada para autenticar outros tipos de objetos. Jack Dorsey, cofundador e CEO do Twitter, está atualmente vendendo seu primeiro tuíte como um NFT em um leilão de caridade programado. Os lances chegaram a 2,5 milhões de dólares na quinta-feira.


TRADUÇÃO DE ROMINA CÁCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.