''''O palco consegue valorizar até monotonia''''

Com 27 peças encenadas, o norueguês Jon Fosse tornou-se célebre por obras com poucos personagens e marcadas por ações concentradas em poucas horas. Ele conversou com o Estado, por e-mail.Como é ser chamado de novo Ibsen?Essa denominação veio da Alemanha: um jornalista a cunhou e, de repente, foi adotada em diferentes países, menos, curiosamente, na Noruega. Mesmo assim, a comparação aqui existe. E a razão é simples: não há dramaturgo norueguês, depois de Ibsen, que tenha sido montado em diversos países. Mas acredito ser uma denominação injusta tanto para mim como para Ibsen. Afinal, no mundo, ele só é comparável a Shakespeare.Por que seus personagens habitualmente são inábeis para se expressar?Não acredito que algum ser humano, mesmo o mais honesto, consiga se expressar completamente. É apenas uma ilusão. Os aspectos mais importantes da vida não podem ser traduzidos em palavras. E é isso por isso que existem a literatura, o teatro: para dizer o que não pode ser dito. Creio que foi Derrida quem disse que o que não pode ser dito pode ser escrito. É o mesmo para mim.Por que seu trabalho se concentra na ausência?Quando comecei a escrever, percebi que o teatro era ideal para revelar o invisível. Assim, o presente que se deseja pode ser tocado.Seu texto tem um estilo particular. Há alguma influência?Chekhov é meu favorito. Também Beckett é uma influência notável. Amo Lorca. E sou um grande admirador do melhor de Tennessee Williams. Talvez a poesia seja a influência mais importante, mesmo para o teatro, tanto de poetas escandinavos como de alemães como Georg Trakl e Paul Celan.O teatro é uma forma de arte antiga. De que forma você foi seduzido pelo teatro?Antes de escrever minha primeira peça, eu raramente assistia a uma peça e nem sempre gostava. Cheguei a dizer que odiava. Hoje, digo que não há arte melhor para proporcionar uma experiência intensa - momentos mágicos, ou místicos, de rara beleza só podem ser compartilhados no teatro, arte que consegue transformar até a monotonia em uma grande experiência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.