O mergulho existencial de Burt Lancaster

Em 1968, ano emblemático, Burt Lancaster interpretou um dos papéis mais complexos de sua carreira. Ex-acrobata de circo, ele tinha physique du rôle para fazer o nadador que volta para casa nadando nas piscinas de toda a vizinhança, mas os mergulhos terminam sendo existenciais e o personagem tenta decifrar o mistério da própria existência. O Enigma de Uma Vida (The Swimmer) é a atração de hoje do TCM, às 15h50. O diretor Frank Perry sempre apreciou os enfoques psicanalíticos, mas a verdadeira autora de sua obra parece ter sido a roteirista Eleanor Perry, com quem era casado. Ele se desentendeu com o astro Lancaster e a produção foi finalizada por um homem de confiança do ator, Sydney Pollack.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.