O homem que tirou Axl da reclusão

Ex-vocalista do Skid Row, Sebastian Bach conseguiu três faixas para seu novo CD

Marco Bezzi, O Estadao de S.Paulo

29 de dezembro de 2007 | 00h00

Sebastian Bach conseguiu o que muitos achavam impossível. Fez Axl Rose entrar dentro de um estúdio e gravar três músicas para seu novo álbum-solo (Angel Down), que acaba de ser lançado no Brasil. Ex-vocalista do Skid Row, uma das maiores bandas de rock no início dos anos 1990, Sebastian sumiu do mapa após ser expulso do grupo, em 1996. Passou pela Broadway, gravou episódios da série Gilmore Girls e, atualmente, é contratado do canal VH1, onde fez reality shows como o hilário Supergroup (com a participação de Ted Nugent, Jason Bonham, Scott Ian, do Anthrax e Evan Seinfeld, do Biohazard). Prestes a sair para assistir a um show de Neil Young, o sempre alegre e energético Sebastian Bach falou ao Estado por telefone. Ouça trecho da música Angel DownO ponto que chama mais a atenção em Angel Down é a participação de seu amigo Axl Rose. Como isso aconteceu?Passei boa parte do ano passado abrindo shows para o Guns N? Roses. No Natal de 2006, fiz uma festa na minha casa, em Malibu, em que Axl estava presente. Enquanto brincava no fliperama, Axl colocou para tocar o seu tão falado disco Chinese Democracy. Quando tocou a faixa Sorry, comecei a cantar junto e ele ficou impressionado. Me chamou imediatamente para ir a Nova York e gravar uma participação. Logo depois, falei brincando que queria sua participação no meu disco-solo. Ele disse: "Claro, aonde é o estúdio?" (risos) Não acreditei, fiquei maluco. No final das contas, Axl acabou gravando três faixas: Back in the Saddle (cover do Aerosmith), (Love Is) a Bitchslap e Stuck Inside. Você é considerado o porta-voz do Axl, já que ele não fala com a imprensa. Não é chato ter de sempre responder por ele nas entrevistas?Eu acho que sou mesmo seu porta-voz, afinal, ele está no meu álbum e quero que as pessoas o comprem. Essa situação não me incomoda e tudo o que posso fazer é responder às perguntas que a imprensa faz. Numa entrevista feita recentemente com o vocalista do Eagles of Death Metal, ele me disse que trabalhar com Axl é um saco, pois ele está completamente pirado. Isso é verdade?Primeiro, o cara dessa banda nunca trabalhou com o Axl, isto é uma piada. Eles abriram um show para o Guns no ano passado e a platéia vaiou e os mandou embora do palco. Ele culpou Axl por isso, dizendo que ele não queria o Eagles na turnê, mas na realidade foi o público que mandou eles para casa. Eu estava lá nesta noite e posso afirmar que isso é verdade. Como é o seu relacionamento com o Axl Rose?Nós nos falamos todo dia. E quanto a Chinese Democracy, o álbum existe, vai sair em algum momento?Axl tem quatro álbuns prontos. Talvez lance uma obra quádrupla. Eu amo o Chinese, é um grande álbum. É épico no estilo de November Rain, mas a atitude e o clima remetem a Appetite for Destruction. Em 1989, quando a MTV os elegeu os ?novos Guns N?Roses?, como você se sentia em relação a toda fama e assédio? Invencível?Na verdade, eu me sentia bêbado e drogado (risos). Foram tempos muito loucos e selvagens. E por que você não volta a tocar com o Skid Row?Não há nenhuma chance de isso acontecer. Não tenho nenhum tipo de relação com os membros do grupo Skid Row e não falo com eles desde 1996. Qual era a sua idade mental naquela época do Skid Row?Seis anos. (risos)E hoje em dia?Acho que uns 75. Você tem feito alguns reality shows. Não tem medo de expor sua vida pessoal dessa maneira?Sim, mas tenho que pagar minha hipoteca e alimentar meus filhos. O Supergroup é um exemplo de como os produtores pegaram apenas os momentos mais constrangedores de cada personagem. Você pode editar o programa do jeito que quiser, pode me transformar até em um monstro (risos). E por que a banda Damnocracy não foi para frente?Ted Nugent não queria continuar no projeto e Jason Bonham tinha compromissos com uma "bandinha" chamada Led Zeppelin. Talvez você já tenha ouvido falar nela (risos). Pode apontar seus três álbuns favoritos de todos os tempos.Deixa eu ver no meu iPod. Kiss, Alive; Judas Priest, Unleash in the East; e Van Halen, Women and Children First. Mas na realidade, tenho milhares de álbuns favoritos, é muito difícil escolher apenas três.Para finalizar, qual o maior número de pessoas com que você já acordou numa cama de hotel? Quatro.Todas mulheres?Fim da entrevista (risos).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.