O épico de John Wayne em que mestre Ford deixou sua marca

Ator que adquiriu uma estatura mítica em filmes de grandes diretores como John Ford, Howard Hawks, Henry Hathaway, Otto Preminger, Edward Ludwig etc, John Wayne foi um dos maiores (o maior?) mocinho de Hollywood, numa época em que o western ainda era muito popular como gênero. Por volta de 1960, o próprio Duke, como era chamado, quis dirigir um filme e fez O Álamo, que passa às 19h05 , no Telecine Cult.O épico de 161 minutos passa-se um ano após a anexação do Texas pelos EUA, quando o General Santa Anna decide retomar o território. Para isso, ele ataca o forte do título, onde 185 homens resistem a 7 mil atacantes. Entre os que resistem estão figuras como Jim Bowie e David Crockett, que o cinema biografou algumas vezes.Na época, a crítica de esquerda acusou o filme de imperialista, mas se rendeu à força de algumas imagens e à beleza da trilha, composta por Dmitri Tiomkin, que inclui o hit The Green Leaves of Summer. Conta a lenda que mestre Ford, em visita ao set, teria assumido a direção por um dia. Resta saber se foi ele quem dirigiu os bons momentos que O Álamo ostenta. Richard Widmark, Laurence Harvey e Linda Crystal completam o elenco principal.

Luiz Carlos Merten, O Estadao de S.Paulo

06 de outubro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.