O cotidiano de uma empresa de carros

Exposição que será aberta em Curitiba reúne 106 retratos de Robert Doisneau

Camila Molina, O Estadao de S.Paulo

21 de abril de 2009 | 00h00

Na mostra Olhar e Fingir, no MAM, entre tantas preciosidades, uma das imagens no segmento final apresenta um retrato genial feito em Paris, em 1948 por Robert Doisneau. A Mulher Indignada, que está no título da foto, é uma senhora que não se conforma de ver numa galeria parisiense uma obra em que uma mulher está quase nua, em pose obscena para os olhos daquela época. É um retrato um tanto divertido.Doisneau (1912-1994), que ficou conhecido por seus retratos do cotidiano de Paris, está presente em outros momentos da mostra no MAM, mas uma exposição que será inaugurada na sexta-feira na Casa Andrade Muricy, em Curitiba, reúne 106 imagens feitas por ele entre os períodos de 1934 a 1939 e de 1946 e 1955. A exposição, promovida pela Renault e que entre 27 de outubro e 6 de dezembro será apresentada na Fiesp, em São Paulo, é formada por trabalhos que o fotógrafo fez como contratado pela empresa automobilística francesa. Nos dois períodos, Doisneau fotografou o cotidiano da indústria, seus funcionários e prédios e fez obras publicitárias. Por força de seu olhar sensível, não poderiam deixar de ser belas todas as imagens.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.