O choro das três meninas de Porto Feliz

As irmãs Lia, Elisa e Corina lançam o primeiro álbum e fazem show hoje

Livia Deodato, O Estadao de S.Paulo

03 de abril de 2008 | 00h00

Há cerca de quatro anos, o Estado revelou aos seus leitores o choro das meninas de Porto Feliz. De lá para cá, muita coisa mudou, a começar pelo nome do trio - saíram do Balaio de Gato e mandaram ver no Choro das 3. As irmãs Lia (violão), Corina (flauta) e Elisa (bandolim), hoje com 17, 20 e 15 anos, respectivamente, deixaram a infância para trás, passaram a ser mais reconhecidas não só nas ruas da cidade onde nasceram, como na capital, e, finalmente, receberam o merecido convite da Som Livre para gravar o primeiro álbum de suas carreiras, Meu Brasil Brasileiro, que acaba de chegar às lojas de todo o País.Por coincidência, a primeira faixa do disco é a mesma do também recém-lançado álbum das Choronas, O Brasil Toca Choro: Brejeiro, de Ernesto Nazareth (leia texto ao lado). ''Nossa senhora! Eu já sabia que o disco delas tinha saído, mas ainda não tive a oportunidade de ouvi-lo. Não imaginava que elas escolheriam a mesma música para abrir o álbum!'', surpreende-se Lia. ''Decidimos contemplar músicas conhecidas e dar a elas uma leitura nova. Assim, quem já conhece vai ouvir com prazer e quem não conhece terá a chance de ouvir clássicos do choro'', completa.Entre outras obras-primas de nossa música, como Odeon (também de Ernesto Nazareth), Doce de Coco (Jacob do Bandolim) e Carinhoso (Pixinguinha), Meu Brasil Brasileiro apresenta uma das dez músicas que a irmã mais nova, Elisa, de 15 anos, já compôs. Bolinha de Gude, que Elisa define como uma polca, já estava pronto à época da entrevista realizada pelo Estado em 2004. ''A Elisa fala que fazer música é fácil, difícil mesmo é botar nome nela'', conta Lia. A caçula, que já toca bandolim, clarineta e banjo, agora se aventura no piano. D. Arlete, sua professora lá de Itu, garante que os seis meses de aula de Elisa equivalem ao 3º ano de um aluno mortal. ''Ela já tem três composições no piano, ainda sem nome também'', diverte-se Lia.Quem perder o show de lançamento hoje das talentosas meninas, ainda terá outras duas próximas chances de ouvi-las em São Paulo - sábado no CEU Vila Atlântica (R. Coronel José Venâncio Dias, 840, Pirituba) e no dia 16 na Fnac Morumbi (Av. Roque Petrone Júnior, 1.089).Serviço Choro das 3. Anhembi Morumbi - Campus Morumbi. Avenida Roque Petroni Jr., 630. Grátis. Hoje, às 21 h

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.