Nova polêmica

O novo livro de Paulina Chiziane, O Alegre Canto da Perdiz, publicado pela editora portuguesa Caminho, não é exatamente um romance, mas um documento ficcional sobre uma mulher africana, negra, bonita e analfabeta. Delfina casa-se com um militar delator a serviço do colonialismo e o trai com um branco colonizador para ter um filho mulato, na esperança de que seus descendentes possam embranquecer e ter uma vida melhor. É um livro polêmico, em que Paulina propõe um outro olhar para a causa dos problemas de Moçambique, que não começam nem terminam apenas com o invasor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.