Nossa Vida Não Cabe num Opala enfim nas telas

Bastante premiado e alvo de polêmicas, agora o filme faz carreira no circuito

Luiz Carlos Merten, O Estadao de S.Paulo

15 de agosto de 2008 | 00h00

Na seqüência de Era Uma Vez, de Breno Silveira, e Encarnação do Demônio, de José Mojica Marins, estréia mais um filme brasileiro. A pergunta é - Nossa Vida Não Cabe num Opala, de Reynaldo Pinheiro, estará indo para o sacrifício, como seus predecessores? Estará havendo neste momento um repúdio particular do público à produção nacional? Com toda a mídia que tiveram, Era Uma Vez e Encarnação não foram bem nas bilheterias - e o segundo teve desempenho desastroso, saudado com excessivo (e suspeito) entusiasmo por jornalistas que, de certo, nunca conseguiram assimilar o sucesso internacional de Coffin Joe, isto é, Zé do Caixão. Nossa Vida Não Cabe num Opala ganhou prêmios importantes no Cine Ceará. Estréia precedido de uma polêmica - a do autor da peça original, Mário Borttoloto, que se sentiu traído pelo roteirista Di Moretti. Veja trailer de Nossa Vida Não Cabe...Isso é tolice, porque teatro é uma coisa, cinema é outra e, se o autor da peça não quisesse vê-la ?mexida?, ele não deveria ter vendido os direitos ou deveria ter assinado a direção. A polêmica, em todo caso, poderá ajudar - despertando o interesse do público, por exemplo. Opala conta uma história de família. Dois irmãos que roubam carros, o caçula que quer entrar para o negócio familiar e a irmã que está sendo assediada por empresário de boxe (que também vende os Opalas roubados). Existem mais dois personagem importantes - o pai, que aparece após a morte, e uma mulher um tanto misteriosa que vai para a cama com os três irmãos (em cenas que parecem repetições). Dercy Gonçalves faz uma ponta, numa participação divertida (seu último papel). Há algo de Rocco e Seus Irmãos, de Luchino Visconti, na história, mas aqui a degradação moral e física parece atingir a todos. Um mundo sem futuro nem esperança. O diretor - e a psiquiatra Miriam Chnaiderman, sua mulher e colaboradora, contestam. Eles acham que a esperança está no próprio ato de protesto contra o mundo globalizado que é seu filme. ServiçoNossa Vida Não Cabe num Opala (Brasil/2008, 104 min.) - Drama. Dir. Reinaldo Pinheiro. 14 anos. Cotação: Regular

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.