Nas livrarias, um mundo mágico a ser descoberto

Para as crianças, livros são a melhor alternativa à parafernália tecnológica

Patrícia Villalba, O Estadao de S.Paulo

22 de dezembro de 2008 | 00h00

Há por aí todo o tipo de reprodutor de MP3, videogames que parecem ter vida própria, celulares incrementados e outros itens da parafernália que as crianças julgam indispensável, mas o mundo ainda cabe num livro. E há mesmo um mundo no charmoso O Livro das Garotas Audaciosas, das escritoras americanas Andrea J. Buchanan e Miraim Peskowitz (354 págs., R$ 69), lançado no começo do mês pela editora Record.No mesmo clima de almanaque do sucesso O Livro Perigoso para Garotos, a obra é uma homenagem das autoras à infância vivida ao ar livre e àqueles segredinhos maravilhosos que, juntos, representam o que é ser menina - não uma menina comum, claro, mas uma menina curiosa, audaciosa. Há desde regras de vôlei até leitura de mãos; ensinamentos sobre os golpes básicos de caratê e um passo-a-passo para se encapar um caderno com tecido; truques de matemática e códigos secretos usados em espionagem.Entre o básico que uma garota precisa saber, as autoras incluíram minibiografias de mulheres poderosas - da bucanera Charlotte Badger à rainha Artemísia. A nossa edição traz ainda minibiografias de brasileiras que são exemplos de vida, como a psiquiatra Nise da Silveira e a estilista Zuzu Angel.Com belas ilustrações e uma grande variedade de assuntos, O Livro das Garotas Audaciosas é daqueles exemplares que não se esgotam e que podem ser lidos sem grande comprometimento. E também se torna um bom presente por promover o encontro da infância das meninas de hoje com a das mães e das avós delas. Rende boas conversas, com certeza.Para o Papai Noel que ficou "órfão" da série Harry Potter e não sabe o que poderia agradar aos fãs do bruxinho, já está nas livrarias o novo livro da criadora do personagem, a inglesa J.K. Rowling. Os Contos de Beedle, O Bardo (Rocco, 128 págs., R$ 24,50) traz cinco histórias de fadas pouco comum - as histórias que fariam parte da tradição bruxa, para serem contadas por pais-bruxos para filhos-bruxos no pé da cama. Os contos são permeados por "comentários" de Alvo Dumbledore e teriam sido "traduzidos das runas" por Hermione Granger - ambos personagens da saga de Harry Potter. E as ilustrações são da própria Rowling.Entre os lançamentos infanto-juvenis, a grande novidade é a série O Ladrão de Raios, do americano Ricky Riordan (Intrínseca, 400 págs., R$ 29,90). Escolhido como "livro notável de 2005" pelo The New York Times, a série tem encantado milhares de crianças no mundo todo ao misturar o cotidiano típico de uma criança de 12 anos - o garoto-problema Percy Jackson - com a fantástica mitologia grega. Livro acelerado, para uma diversão de perder o fôlego.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.