Na veia de Simone corre o amor feliz

Cantora quer muito passar mensagem de esperança neste novo trabalho que tem até música sua, Vale a Pena Tentar

Roberta Penafort, RIO, O Estadao de S.Paulo

28 de agosto de 2009 | 00h00

"Talvez eu te proponha a coisa certa/ No caso a questão é se tentar/ Mas sempre que eu deixei a porta aberta/ Você veio correndo pra fechar." Composta em 1976, Vale a Pena Tentar tem letra de Hermínio Bello de Carvalho e música de Simone - em quase 40 anos de carreira, é a segunda vez que a cantora baiana grava uma composição própria. À época uma resposta ao sucesso de Roberto Carlos Proposta (Eu te proponho/ Nós nos amarmos/ Nos entregarmos), a canção entrou em Na Veia (Biscoito Fino), seu novo CD, em que ela faz questão de cantar "um amor pra cima". Ouça trecho de Vale a Pena Tentar"Os tempos não pedem mais tristeza nem abandono. Eu queria, através da música, passar alegria e esperança", justifica Simone, que encomendou músicas a Erasmo Carlos (Migalhas e Hóstia, essa com Marcos Valle), Martinho da Vila (Na Minha Veia, com Zé Catimba) e Adriana Calcanhotto (Certas Noites, com Dé Palmeira, e Definição de Moça, sobre poema de Ferreira Gullar) com essa perspectiva do "amor feliz". "As músicas foram chegando de tal maneira que parecia que elas se conheciam, que queriam se juntar", acredita. De Paulinho da Viola e Elton Medeiros, Simone escolheu um samba na mesma linha, Ame. Outras regravações são Geraldinos e Arquibaldos, de Gonzaguinha, e Deixa Eu Te Amar, o sucesso de Agepê de 25 anos atrás. Bem pra Você, inédita de Marina Lima e Dé Palmeira, é das suas preferidas.Vale a Pena Tentar Simone já havia cantado em show com Hermínio, o companheiro e incentivador desde os anos 70, mas resistia a gravar - em 1982, ela havia registrado Merecimento, parceria sua com Abel Silva, que, neste CD, aliás, comparece com Pagando pra Ver (dele e de Nonato Luís). "Eu sempre tive muito pudor em colocar qualquer música minha. Mas um dia eu peguei o violão e cantei para o Rodolfo (Stroeter, do grupo Pau Brasil, produtor do CD) e a Kati (diretora da Biscoito Fino) e eles disseram: ?Você tá maluca de não gravar isso!?" Em 76, depois de pronta, a música chegou a ser mandada para Roberto Carlos - "disseram que ele gravou, mas não saiu".Sou Eu, parceria de Chico Buarque e Ivan Lins, quase entrou no CD de Simone. Mas acabou sendo dada a Diogo Nogueira, que a gravou, com Chico, no disco que lançou há dois meses, Tô Fazendo a Minha Parte. O compositor justificou que o samba era mais apropriado para um cantor do que uma cantora. Simone prefere não comentar.Já sobre a proximidade dos 60 anos, data a ser comemorada no próximo Natal (ela nasceu a 25 de dezembro, em Salvador), ela não tem problemas de discorrer. Corpo enxuto, pele boa, ex-jogadora de basquete e formada em Educação Física, Simone se sente "sexygenária". "Mas não sou nenhum espetáculo... E esse disco fez aumentar meus cabelos brancos. Tinha que sair a minha cara, e saiu."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.