Na Croisette

Clint Eastwood entrega hoje à tarde a Palma de Ouro especial com que o 61º Festival de Cannes homenageia o centenário de Manoel de Oliveira. A homenagem terá direito a um programa duplo - o documentário Douro, Faina Fluvial e o curta Um Dia na Vida de Manoel de Oliveira, de 9 minutos, realizado pelo presidente do festival, Gilles Jacob.No sábado à noite, a sessão oficial de Linha de Passe, de Walter Salles e Daniela Thomas, que já é, sem bairrismo, forte candidato à Palma, culminou com nove minutos ininterruptos de aplauso que levaram às lágrimas o mais jovem (Kaíque Jesus Santos) dos atores que interpretam os quatro irmãos desta família disfuncional da periferia de São Paulo.Foi debaixo de chuva que outra multidão entusiasmada fez fila para ver a versão restaurada de Lola Montès, a obra-prima de Max Ophuls. O que Cannes fez no sábado foi uma justiça histórica, devolvendo Lola Montès, de roupa nova, para o reconhecimento que Ophuls não teve, na época, salvo por alguns solitários defensores, como François Truffaut.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.